TÉC. GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS

Currículo de curso:

  • Formação Sociocultural
    • Português, Inglês, Área de Integração, Tecnologias da Informação e Comunicação, Educação Física
  • Formação Científica:
    • Matemática, Física
  • Formação Técnica
    • Sistemas Operativos, Arquitetura de Computadores, Redes de Comunicação, Programação de Sistemas Informáticos
  • Formação em Contexto de Trabalho (Estágio)
    • Formação complementar numa empresa na área profissional do curso

Principais cursos/especializações e saídas profissionais:

  • Cursos superiores
    • No final do curso profissional o aluno pode candidatar-se ao ensino superior mediante a realização dos exames nacionais de Português e das disciplinas específicas do curso para o qual pretende candidatar-se, ou mediante a conclusão de um curso de especialização tecnológica (CET), o que permite a candidatura ao estabelecimento de ensino superior com o qual a instituição de formação tenha acordo para prosseguimento de estudos.
  • Saídas Profissionais
    • Empresas de desenvolvimento e manutenção de software
    • Lojas de informática com serviço de apoio ao público
    • Departamento informático de instituições públicas ou privadas

Torneio de robôs

Robô

Parque de estacionamento

Síntese das atividades desenvolvidas pelos alunos durante o curso

    • Instalar, configurar e efetuar a manutenção de computadores isolados ou inseridos numa rede local
    • Instalar, configurar e efetuar a manutenção de periféricos de computadores ou de uma rede local
    • Instalar, configurar e efetuar a manutenção de estruturas e equipamentos de redes locais
    • Instalar, configurar e efetuar a manutenção de sistemas operativos de clientes e de servidores
    • Implementar e efetuar a manutenção de políticas de segurança em sistemas informáticos
    • Instalar, configurar e efetuar a manutenção de aplicações informáticas
    • Efetuar a análise de sistemas de informação; Conceber algoritmos através da divisão dos problemas em componentes
    • Desenvolver, distribuir, instalar e efetuar a manutenção de aplicações informáticas, utilizando ambientes e linguagens de programação procedimentais e visuais
    • Conceber, implementar e efetuar a manutenção de bases de dados
    • Manipular dados retirados de bases de dados; Instalar, configurar e efetuar a manutenção de servidores para a Internet
    • Planificar, executar e efetuar a manutenção de páginas e sítios na Internet
    • Utilizar soluções baseadas em Arquitectura Client/Server
    • Desenvolver, instalar e efetuar a manutenção de sistemas de informação baseados nas tecnologias web

TÉCNICO DE ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO DE COMPUTADORES

Currículo de curso:

  • Formação Sociocultural
    • Português, Inglês, Área de Integração, Tecnologias da Informação e Comunicação, Educação Física
  • Formação Científica:
    • Matemática, Física
  • Formação Técnica
    • Tecnologias Aplicadas, Sistemas Digitais, Eletricidade e Eletrónica, Automação e Computadores
  • Formação em Contexto de Trabalho (Estágio)
    • Formação complementar numa empresa na área profissional do curso

Principais cursos/especializações e saídas profissionais:

  • Cursos superiores
    • No final do curso profissional pode candidatar-se ao ensino superior por dois processos diferentes. Realizando o exame nacional de Português e os exames das disciplinas específicas do curso para o qual pretende candidatar-se ou, em alternativa, frequentar um curso de especialização tecnológica (CET) que permite, após a sua conclusão, candidatar-se ao estabelecimento de ensino superior com o qual a instituição de formação tem acordo para prosseguimento de estudos.
  • Saídas Profissionais
    • O Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores é o profissional qualificado apto a desempenhar tarefas de carácter técnico relacionadas com a instalação, manutenção, reparação e adaptação de equipamentos eletrónicos de automação industrial e de computadores, no respeito pelas normas de higiene e segurança e pelos regulamentos específicos.

Síntese das atividades desenvolvidas pelos alunos durante o curso

    • Interpretar e reparar pequenas instalações de baixa tensão de alimentação, comando, sinalização e proteção
    • Projetar, instalar e operar sistemas de automação por autómatos programáveis de pequena e média complexidade
    • Programar algoritmos de controlo para autómatos programáveis
    • Efetuar a instalação de computadores e periféricos, estabelecendo as configurações possíveis do hardware
    • Proceder à deteção e reparação de avarias típicas em módulos e componentes do computador e periféricos
    • Aplicar testes e procedimentos adequados no processo de reparação e de substituição de módulos avariados
    • Reparar placas de microcomputadores, monitores e periféricos mais usuais, com recurso a equipamento de teste básico e software de diagnóstico
    • Reconfigurar os sistemas informáticos, a nível de hardware e de sistema operativo, adaptando-os às necessidades da empresa

TÉCNICO DE DESPORTO

Currículo de curso:

  • Formação Sociocultural
    • Português, Inglês, Área de Integração, Tecnologias da Informação e Comunicação, Educação Física
  • Formação Científica:
    • Matemática, Psicologia, Estudo do Movimento
  • Formação Técnica
    • Introdução ao Desporto, Jogos Coletivos e Individuais, Atividades de Ginásio, Especificação
  • Formação em Contexto de Trabalho (Estágio)
    • Formação complementar numa empresa na área profissional do curso (inclui módulos de Atividades de Exploração da Natureza)

Principais cursos/especializações e saídas profissionais:

  • Cursos superiores
    • No final do curso profissional pode candidatar-se ao ensino superior por dois processos diferentes. Realizando o exame nacional de Português e os exames das disciplinas específicas do curso para o qual pretende candidatar-se ou, em alternativa, frequentar um curso de nível V que permite, após a sua conclusão, candidatar-se ao estabelecimento de ensino superior com o qual a instituição de formação tem acordo para prosseguimento de estudos.
  • Saídas Profissionais
    • O Técnico de Desporto é o profissional apto a participar no planeamento, na organização e no desenvolvimento de treino de modalidades desportivas individuais ou coletivas, bem como a organizar e dinamizar atividades físicas e desportivas em contexto de ocupação de tempos livres, animação e lazer.
  • Referenciais de Emprego
    • Entidades com atividades de animação desportiva e lazer
    • Clubes e associações desportivas, recreativas e de desenvolvimento local
    • Empresas de atividades desportivas, de turismo e lazer

Canoagem

Surf

Pontuação num jogo de Voleibol

Jogo de Voleibol

Síntese das atividades desenvolvidas pelos alunos durante o curso

    • Elaborar o plano anual de atividades em colaboração com os técnicos de grau superior responsáveis pela modalidade desportiva
    • Coadjuvar na preparação e organização das sessões de treino
    • Orientar, com supervisão de um técnico superior, as sessões de treino com vista ao aperfeiçoamento dos praticantes na modalidade desportiva, promovendo o cumprimento das regras da modalidade e das regras da disciplina
    • Organizar a participação e orientar os praticantes em competição, com supervisão de um técnico de grau superior
    • Colaborar na avaliação dos resultados das sessões de treino em função da sua adequação aos objetivos estabelecidos, sob a supervisão de um técnico de grau superior
    • Participar, sob a supervisão de um técnico de grau superior, no planeamento e coadjuvar na implementação das atividades, individuais ou de grupo, de melhoria da aptidão física, no âmbito do treino desportivo
    • Participar na conceção e implementação de programas de atividades físicas e desportivas em contexto de animação e de ocupação de tempos livres
    • Coadjuvar o técnico superior no aconselhamento aos praticantes na adoção de hábitos saudáveis e de cuidados de higiene na sua vida quotidiana

TÉCNICO DE MULTIMÉDIA

Currículo de curso:

  • Formação Sociocultural
    • Português, Inglês, Área de Integração, Tecnologias da Informação e Comunicação, Educação Física
  • Formação Científica:
    • Matemática, Física, História da Cultura e das Artes
  • Formação Técnica
    • Técnicas Multimédia; Design, Comunicação e Audiovisuais; Sistemas de Informação; Projeto e Produção Multimédia
  • Formação em Contexto de Trabalho (Estágio)
    • Formação complementar numa empresa na área profissional do curso

Principais cursos/especializações e saídas profissionais:

  • Cursos superiores
    • No final do curso profissional pode candidatar-se ao ensino superior por dois processos diferentes. Realizando o exame nacional de Português e os exames das disciplinas específicas do curso para o qual pretende candidatar-se ou, em alternativa, frequentar um curso de especialização tecnológica (CET) que permite, após a sua conclusão, candidatar-se ao estabelecimento de ensino superior com o qual a instituição de formação tem acordo para prosseguimento de estudos.
  • Saídas Profissionais
    • O Técnico de Multimédia é o profissional qualificado apto a exercer profissões ligadas ao desenho e produção digital de conteúdos multimédia e a desempenhar tarefas de caráter técnico e artístico com vista à criação de soluções interativas de comunicação. Pode trabalhar em produtoras de conteúdos multimédia, integrar equipas multidisciplinares de multimédia, agências de publicidade, gabinetes de design, marketing, etc.
  • Referenciais de Emprego
    • As profissões integradas neste setor podem ser exercidas em empresas de comunicação audiovisual, publicidade, produção e manutenção de páginas para a Web, em produtoras de vídeo/televisão ou órgãos de comunicação social, em gabinetes de arquitectura e design gráfico, etc.

Trabalho realizado por um aluno na disciplina de DCA

Síntese das atividades desenvolvidas pelos alunos durante o curso

    • Conceber/Desenvolver produtos multimédia interativos
    • Conceber e executar ecrãs em 2D e 3D, utilizando ferramentas informáticas
    • Digitalizar, captar, tratar e integrar sons, textos, imagens fixas e vídeos nos ecrãs produzidos utilizando programas informáticos especificos
    • Integrar produtos multimédia previamente concebidos
    • Editar conteúdos com vista à criação de soluções de comunicação (informativas e lúdicas)
    • Programar aplicações multimédia
    • Animar objetos para aplicações multimédia

TÉCNICO DE INFORMAÇÃO E ANIMAÇÃO TURÍSTICA

Currículo de curso:

  • Formação Sociocultural
    • Português, Inglês, Área de Integração, Tecnologias da Informação e Comunicação, Educação Física
  • Formação Científica:
    • Geografia, História da Cultura e das Artes, Matemática
  • Formação Técnica
    • Turismo - Animação e Informação Turística, Técnicas de Comunicação em Acolhimento Turístico, Operações Técnicas em Acolhimento Turístico
  • Formação em Contexto de Trabalho (Estágio)
    • Formação complementar numa empresa na área profissional do curso

Principais cursos/especializações e saídas profissionais:

  • Cursos Superiores
    • No final do curso profissional pode candidatar-se ao ensino superior por dois processos diferentes. Realizando o exame nacional de Português e os exames das disciplinas específicas do curso para o qual pretende candidatar-se ou, em alternativa, frequentar um curso de especialização tecnológica (CET) que permite, após a sua conclusão, candidatar-se ao estabelecimento de ensino superior com o qual a instituição de formação tem acordo para prosseguimento de estudos.
  • Saídas profissionais
    • No final do curso o aluno é reconhecido como técnico de informação e animação turística. Pode trabalhar em empresas de turismo, autarquias (Departamentos de Turismo, Postos de Turismo, etc.), parques de campismo, unidades hoteleiras, agências de viagem, empresas e associações de animação cultural e Regiões de Turismo.

Sintra

Feira medieval - Castro Marim

Turismo industrial

Síntese das atividades desenvolvidas pelos alunos durante o curso

    • Planear, programar e organizar atividades de animação turística
    • Prestar informações, aconselhar e promover a região junto dos clientes
    • Prestar informações, aconselhar e promover o mercado turístico português
    • Executar tarefas de acolhimento de turistas, prestando informações de caráter histórico, cultural e gastronómico
    • Executar atividades de animação turística em contexto cultural, desportivo e ambiental, com públicos diversificados
    • Planear e organizar programas de terceira idade
    • Planear e organizar programas adaptados a portadores de deficiência
    • Conhecer e executar normas de utilização do material